Motorista é condenado pela morte do cantor Cristiano Araújo

23/08/2016
Cantor Cristiano Araújo e a namorada, Allana Morais, morreram em acidente na BR-153, em junho de 2015

O motorista Ronaldo Miranda foi condenado pela morte do cantor Cristiano Araújo e da namorada dele, Allana Morais, em junho de 2015. O carro em que estavam saiu da pista e capotou na BR-153, entre os municípios de Morrinhos e Pontalina, quando o sertanejo voltava para Goiânia após um show em Itumbiara, no sul do estado.

Segundo decisão da juíza Patrícia Machado Carrijo, Miranda deverá cumprir 2 anos e sete meses de detenção, em regime aberto, pelo crime de homicídio culposo – quando não há a intenção de matar. A pena foi convertida em prestação de serviços à comunidade e pagamento de dez salários mínimos a uma instituição de caridade a ser escolhida.

Além disso, a magistrada determinou que Miranda pague R$ 25 mil de indenização pelos danos causados aos sucessores de cada uma das vítimas. Ronaldo Miranda ainda teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa.

No entendimento da juíza, o motorista, mesmo sem nenhuma intenção de matar, agiu com “imprudência, negligência e imperícia”. Ela levou em consideração em sua sentença as circunstâncias do acidente arroladas pelo inquérito conduzido pelo delegado Fabiano Henrique Jacomelis, responsável pela investigação.